Atualizando informações ...

Edistride 10mg Aché 30 Comprimidos

Ref: 504232
Marca: ACHE

Por:
R$ 230,94

ou 3x de R$ 76,98 Sem juros Cartão Amex
 
* Aqui sua compra é 100% segura, compre com tranquilidade.
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete e prazo de entrega
Descrição Geral

Descrição do Produto
Para que serve o Edistride?

Diabetes mellitus tipo 2 

Monoterapia: 

EDISTRIDE é indicado junto à dieta e à prática de exercícios para melhorar o controle glicêmico (controle dos níveis de açúcar no sangue) em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. 

Combinação: 

EDISTRIDE é indicado em pacientes com diabetes mellitus tipo 2, para melhorar o controle glicêmico, em combinação com metformina, uma tiazolidinediona (por exemplo, pioglitazona), uma sulfonilureia (por exemplo, glipizida), um inibidor da DPP4 (por exemplo, sitagliptina, saxagliptina), com ou sem metformina, metformina e uma sulfonilureia ou insulina (isolada ou com até duas medicações antidiabéticas orais), quando a terapia existente juntamente com dieta e exercícios não proporciona controle glicêmico adequado. 

Combinação inicial: 

EDISTRIDE é indicado como terapia de combinação inicial com metformina, juntamente com dieta e exercícios para melhorar o controle glicêmico em pacientes com diabetes mellitus tipo 2, quando ambas as terapias com dapagliflozina e metformina são apropriadas. 

EDISTRIDE é indicado para prevenção de desenvolvimento ou agravamento de insuficiência cardíaca (mau funcionamento do coração) ou morte cardiovascular e para a prevenção de desenvolvimento ou agravamento de nefropatia (doença dos rins) em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. 

Insuficiência cardíaca

EDISTRIDE é indicado para o tratamento de insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida (quando o coração não se contrai adequadamente durante cada batimento cardíaco de modo que o sangue não é adequadamente bombeado para fora do coração) em pacientes adultos. 

Doença renal crônica 

EDISTRIDE é indicado para o tratamento de doença renal crônica em pacientes adultos. 

Limitações de uso 

EDISTRIDE não é indicado para uso por pacientes com diabetes mellitus tipo 1. EDISTRIDE não deve ser utilizado para o tratamento de cetoacidose diabética.

Como usar o Edistride?

Diabetes mellitus tipo 2 

Monoterapia e terapia de combinação 

A dose recomendada de EDISTRIDE é de 10 mg uma vez ao dia isoladamente ou em combinação com metformina (com ou sem uma sulfonilureia); tiazolidinedionas (pioglitazona); sulfonilureias; inibidores da DPP4 (com ou sem metformina); ou insulina (com ou sem terapia antidiabética oral, terapia dupla com metformina e insulina ou terapia tripla com insulina incluindo metformina ou sulfonilureias). 

Terapia de combinação inicial

As doses iniciais recomendadas de EDISTRIDE e metformina, quando usados como terapia de combinação inicial, é de EDISTRIDE 10 mg mais metformina 500 mg uma vez ao dia. Pacientes com controle glicêmico inadequado neste esquema de doses devem ter a dose de metformina aumentada de acordo com avaliação do médico.

Insuficiência cardíaca 

A dose recomendada de EDISTRIDE é de 10 mg uma vez ao dia, a qualquer hora do dia, independentemente das refeições. No estudo DAPA-HF, dapagliflozina foi administrada em conjunto com outras terapias para insuficiência cardíaca. 

Doença renal crônica 

A dose recomendada de EDISTRIDE é de 10 mg uma vez ao dia, a qualquer hora do dia, independentemente das refeições. No estudo clínico de dapagliflozina em pacientes com doença renal crônica (DAPA-CKD), EDISTRIDE foi administrado em conjunto com outras terapias para doença renal crônica. 

Populações Especiais 

Pacientes com insuficiência renal 

Não é necessário ajuste de dose com base na função renal. 

A eficácia de EDISTRIDE na redução da glicose para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2 é menor em pacientes com taxa de filtração glomerular (quantidade de sangue filtrado pelos rins para formar a urina) baixa (TFGe menor que 45 mL/min/1,73m2 ). Portanto, se a taxa de filtração glomerular estiver baixa, seu médico deve considerar tratamento adicional para redução da glicose no tratamento do diabetes mellitus. 

Pacientes com insuficiência hepática 

Não é necessário ajuste da dose de EDISTRIDE em pacientes com insuficiência hepática leve, moderada ou grave. 

Pacientes pediátricos e adolescentes 

A segurança e eficácia de EDISTRIDE em pacientes pediátricos e adolescentes não foram estabelecidas. 

Pacientes idosos 

Não é necessário ajuste de dose de EDISTRIDE com base na idade do paciente (vide 4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?). 

Pacientes mais velhos têm maior probabilidade de apresentar o funcionamento dos rins prejudicado. As mesmas recomendações para função renal fornecidas para todos os pacientes também se aplicam a pacientes idosos. 

Para segurança e eficácia desta apresentação, EDISTRIDE não deve ser administrado por vias não recomendadas. A administração deve ser somente pela via oral. 

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado. 

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Quando não devo usar o Edistride?

Este medicamento é contraindicado para uso por paciente que tenha hipersensibilidade (alergia) a dapagliflozina ou a qualquer um dos componentes do medicamento.




Formas de Pagamento
Avaliações

Produtos visualizados

Carregando ...

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.